16 dezembro 2013

Sailor Moon relançada em 2014


Eu nunca fui muito fã de Sailor Moon. O fato de ter muitos fillers me deixava brava. Historinhas bobas, chatas e sem rumo. Dados momentos, eu gostava. Era quando se seguia o mangá. Enfim.
Para a próxima temporada de animes está prevista a entrada de Sailor Moon. Refeita e fiel ao mangá, é uma promessa e um sonho para os fãs da série.
2014 será corrido para mim, porém, pelo fato de ser uma série fiel eu pretendo ver. E vocês? :D

Breve sinopse: Em Tóquio, Usagi Tsukino é uma menina chorona, medrosa, comilona e comum. Num certo dia, no caminho para a escola, ela encontra um grupo de rapazes batendo numa gata de rua.
Usagi salva a gata e tira um penso da testa dela que escondia uma meia-lua. Mais tarde a gatinha aparece no quarto de Usagi e começa a falar com ela, apresenta-se como Lua (Luna em Portugal) e entrega-lhe uma missão: a de ser uma Sailor guerreira, defensora do bem, destinada a enfrentar demónios e unir-se com outras sailors para encontrar a Princesa da Lua que habita a terra. Usagi recebe um broche especial que a transforma na guerreira Sailor Moon quando ela grita "Pelo poder do Prisma Lunar". Sua arma especial é a Tiara Lunar, a qual ela lança dizendo "Tiara Lunar, acção". Mais tarde Lua dá-lhe uma caneta que permite-lhe transformar-se em qualquer tipo de profissional, basta dizer "poder lunar".
Enquanto as outras guerreiras não aparecem, começam a surgir monstros por todo a Tóquio e Usagi, com a ajuda do misterioso Tuxedo Mask (um rapaz que luta usando rosas e veste um smoking), aprende a derrotá-los. A rainha do mal, Beryl, deseja reviver sua terrível líder Metallia (Energia Mega) (a própria energia que a tomou) e para isso, envia os seus generais: Jadeite(Jedite), Nephrite (Neflite), Zoicite (Ziocite) e Kunzite (Malachite) para roubar energia humana através de terríveis monstros. Ela precisa do lendário Cristal de Prata (em Portugal chama-se Cristal Prateado), há muito perdido, para reviver a sua mestra, mas as Sailors também o procuram.




Nenhum comentário :

Postar um comentário