16 julho 2014

A felicidade na internet, é real?


Quando eu vejo tanta felicidade na internet, eu logo desconfio. Não é porque não existe a felicidade. Mas porque quem realmente é feliz não se exibe. Por outro lado, quem é feliz sempre está bem disposto, colocando coisas alto astral para a gelera ver, compartilhando os bons momentos. Aquela coisa de: "Muuuuuito felixxxx hoje" nos status, rá. Isso me incomoda. Fico imaginando se a pessoa está de fato feliz, ou quer que todos acreditem nisso.

Mas, eu também sou uma pessoa que entende que muitas pessoas não gostam de canalizar coisas ruins na internet, afinal, estão em um novo universo, onde elas comandam e se distraem (quando eu entro na internet, quero me divertir, distrair da vida real).

Muitas pessoas se sentem sós no mundo. Eu já me senti assim. Ficava imaginando se eu era a única pessoa triste, com problemas sérios na vida. Ficava imaginando porque não conseguia ser tão feliz... Ir nas festas, sorrir, viajar, comer com os familiares no fim de semana etc. O povo posta tanto essas coisas que ás vezes parecem querer esfregar na nossa cara o quão são felizes.

Eu posto bastante coisa também. Mas tudo sobre o que estou sentindo de fato: felicidade ou tristeza. Não ligo que saibam que estou triste (tirando meus familiares, qualquer um pode saber).

Acho que as pessoas começaram a enxergar a internet como mundo cor-de-rosa, onde podem criar ilusões e situações que na verdade não são exatamente daquela forma, podem tirar suas preocupações por algumas horas, esquecer do trabalho ou escola...

Não sei. É difícil saber o que é real. Mas não podemos nos prender á essa realidade. Muita coisa não dá certo justamente porque procuramos criar um mundo irreal na internet, e esquecemos de concertar aquilo que realmente precisa de concerto. A vida lá fora.



Estou cansada de ver tanta gente feliz o tempo todo. Não é inveja. Só quero sentir que vivo num universo de seres humanos!

6 comentários :

  1. Adorei o texto, "mundo-cor-de-rosa", é exatamente isso. Muitas vezes a pessoa está apenas se iludindo, achando que a vida está perfeita quando não está. Ou apenas querendo enganar as pessoas, para que não a critique. Enfim! Beijos

    Luana Gabriely | http://voltinhasemparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tenho um olhar bem crítico sobre essa "felicidade", o pior são as pessoas que se deixam levar por isso e acabam se sentindo inferiores, são tantas fotos, um simples jantar vira algo como as fotos da revista Caras, todo mundo parece celebridade se promovendo, faço coisas bacanas, saio para lugares que me sinto feliz e não me imagino fazendo pose e tirando foto, self ultimamente tem me dado engulhos, não pela proposta que é um retrato da modernidade, eu mesmo faço as minhas mas geralmente é pq me divirto só, mas me incomoda o exagero das pessoas... Ninguém posta foto correndo atrás do ônibus, na fila do supermercado, dando uma geral em casa, "com parente estranho" todos temos... Ou quando se está tendo um mau dia de cabelo, ou seja internet é uma espécie de realidade alternativa, acho que daria um bom tema para TCC.

    ResponderExcluir
  3. Eu sinto exatamente a mesma coisa!!
    O mundo da internet, principalmente do face, é irreal...
    Estou cada vez mais deligada dessa felicidade fingida ( e do facebook) e mais ligada nos blogs de pessoas como você - que são reais e pensam no que está acontecendo no mundo e o que o mundo está compartilhando disso.
    Amei o texto!! :)
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É justamente isso, esse "mundo irreal das redes sociais" me deixam com um certo 'pé atrás', como você mesmo disse: "Fico imaginando se a pessoa está de fato feliz, ou quer que todos acreditem nisso."
    O fato de todos os dias a pessoa mostrar, expor as coisas, principalmente coisas materiais para mostrar as outras, que está por cima. É muito estranho, porque todos nós passamos por certas coisas na vida.
    Adoro, como você escreve <3
    naquelesetembro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu concordo discordando de você.
    Também não acredito que tudo na vida dessas pessoas super felizes e exibidas nas redes sociais seja verdadeiro, mas não vejo necessidade de compartilhar coisas ruins para todo mundo. Pra que gente? Já temos problemas demais.
    Quando eu entro no meu Instagram ou nos blogs, quero ver coisas alegres e felizes (a menos que eu literalmente esteja procurando o oposto), me distrair um pouco da vida real. Acho que é válido você compartilhar o que quiser, mas pelo menos no meu caso eu quero ver coisas cores de rosa para que eu possa acreditar que o mundo pode ser um lugar melhor e que tudo vai ficar bem no final. :)

    [N]ayh's Wonderland

    ResponderExcluir
  6. Dá uma boa reflexão! Eu sempre fui muito pessimista ou talvez realista, ok, acho que mais pessimista, tenho tentado mudar isso (sei que não é - apenas - essa a questão), mas o que quero dizer é que, tudo bem como tu disse canalizar energias boas seja na internet ou na vida real, mas essas "felicidades forçadas" cansam. Eu tento, embora nem sempre consiga, dosar a felicidade e tristeza, tanto na vida real quanto na virtual! Mas realmente, as vezes nao parece que vivemos entre seres humanos. Embora muitas vezes os seres humanos me passem imagens ruins de si mesmos :S (que comentário confuso haha) bjs

    www.moniitorando.blogspot.com

    ResponderExcluir