02 julho 2014

Tag: Vida de Pet


Gente, eu estava esperando até agora pelos temas de Julho do rotaroots, e eles não me agradaram muito (um é sobre onde ouvimos nossa banda de rock favorita pela primeira vez, mas eu não tenho banda de rock favorita então ~ e também 5 coisas para fazer no inverno (fala SÉRIOOO, todo mundo já escreveu isso nos blogs a fora, cadê a criatividade?? eeee, os lugares para onde queremos viajar). Ok, não são os piores, são legaizinhos mas é que não me inspirou como os outros, sabe? Aí a tonta aqui, comentou isso no post de lá. Para que né? Uma das meninas lá pirou a cabeça hahaha. Enfim, tem gente que não podemos contrariar, porque vai que é doença né? E seguindo os conselhos da minha amiga Victória, é melhor evitar a fadiga e não discutir (ela foi grosseira comigo primeiro, quando respondi á altura ele disse que eu fui grosseira, que ela não ia me banir porque não tinha 15 anos ~ ok). Não tenho mesmo mais paciência e nem vontade de lidar com esse tipo de pessoa *a única que encrencou comigo, que fique claro*!

Mas falando de coisa boa, decente e realmente IMPORTANTE, como não sei se vou postar alguma das tags deles, resolvi postar hoje minha mais nova tag: Vida de pet. Aqui, irei postar sobre a vida, cuidados e raças de animais de estimação! Maaaas, como toda boa bióloga, não vou me ater somente aos animais mais fofos (cães, pássaros...) e para provar isso, vou iniciar o post falando sobre COBRAS! Uhu. Acho que além de exótico, está super em alta a galera ~achar~ que deve comprar uma cobrinha, devido á novela da globo, Em família, onde uma vilã tem uma como pet.

Em primeiro lugar, vou deixar claro que os répteis não são legalizados em SP, apenas em outros Estados e por isso, essas dicas servem para a galera que vive dentro da lei. Lembrando que não concordo com isso pois, eles proibiram além de cobras, tartarugas e iguanas afirmando que são ANIMAIS PEÇONHENTOS. O que além de ser uma mentira deslavada, é um ultraje á vida animal. Eu não aprovo ficar tirando animais da natureza para virarem pet, mas também acredito que se não trouxermos uma parcela mínima para viver junto com a população, para que as pessoas aprendam á respeitar e que não se deve matar cobras, aranhas e lagartos que encontram por aí, a toa. (Aranhas como viúva negra por exemplo, não tem veneno nocivo aos humanos, é um erro matá-las).

Ok me estendi muito nessa parte do post. Vamos ao que importa?

Raças de cobras para pet:

A cobra do milho é ótima. Ela é dócil e se permite manipular com mais facilidade. Ela pode chegar á 2 metros e se alimenta basicamente de pequenos roedores.

A cobra Real Californiana é tão dócil quanto á de cima, e chega á 150 cm somente.

Minha terceira e última sugestão, é a Cobra Real Mexicana, que chega á 90 cm mas que não gosta muito de ser manuseada.

Hábitos alimentares:

Normalmente, essas cobras se alimentam de camundongos. Se comprar uma filhote, ela se alimentará essencialmente de filhotes de camundongo, podendo ser ou não congelados. Eu gosto da ideia de dar um filhote congelado pelo motivo de estarmos criando um pet, e mesmo não querendo tirar ou anular por completo o seu instinto, acredito que deixar o mesmo fluir pode ser um erro, caso ela fuja do terrário, existe a possibilidade de causar acidentes com humanos e outros animais.

Enfim, a escolha é toda sua. (Eu morro de dó dos neonatos, mas... Infelizmente, a natureza é assim!)



Outra coisa importante é o preço do alimento: Cada camundongo varia (de 5 a 7$). Caso compre em quantidade, o preço pode diminuir. Alguns pet shops já vendem os animais congelados, caso contrário você mesmo devê fazê-lo em casa, não esquecendo de aquecê-lo em banho maria antes de dar á cobra. 

Ambiente:

Toda cobra pequena não precisa de um grande espaço. Porém, conforme ela vai crescendo, é necessário um espaço maior. Dá para criar uma cobra em um aquário por exemplo, tranquilamente. Mas lembre-se: devemos recriar um pouco o ambiente natural do animal, colocando folhas, pedras e terra. Sempre deve haver tocas e pequenos troncos onde ela possa se esconder e uma lâmpada UV própria para répteis, pois eles precisam de luz solar para se aquecer. 


Cuidados e Manuseio:

O primeiro cuidado que se deve ter com sua cobra, é mantê-la sempre bem alimentada, para evitar estresse. Mas ela só come UMA vez por semana, ok? Lembre-se disso. Ela demora bastante tempo para digerir o animal. 

Outra coisa importante, é quando ela estiver trocando de pele. Ela estará cega, sensível e agressiva. Evite pegá-la e não se preocupe caso ela não queira se alimentar nesse curto período, é normal.

Não deixe o ambiente que ela está suscetível á barulhos. Ela é super sensível ao toque, a onda. Caso ela sinta uma vibração forte ou estranha, ela irá se entocar, ficando agressiva e estressada.

Dê alimentos de primeira qualidade, observe se o rato á ser servido não possui nenhum problema aparente de saúde, como cortes, nódulos ou tumores.

Ao manusear a cobra, seja paciente: ela pode preferir ficar no canto dela. Não a aperte e lembre-se de mantê-la sempre com um adulto quando tiver criança por perto. Ela não é um pet comum e não gosta de ser apertada, segurada de qualquer maneira ou beijada. 


Um animal não é fetiche, não é pelúcia e não escolheu ser adotado/comprado por você. Se suas intenções forem ruins ou se você espera que ele faça exatamente o que você espera, que não faça xixi ou fique doente, que não morda ou que não esteja afim de te ver naquele dia, por favor, limite-se ás pelúcias das lojas ou tamagochis. Obrigada. ♥

Qual o próximo animal que você deseja conhecer? Cachorro, peixe, iguana? Me conte!

3 comentários :

  1. Eu adorei suas dicas e adorei a ideia de colocar logo um animal exótico, já chega daquelas gurias falando de cachorros e esses bichinhos fofos que todo mundo tem em casa. Eu adoro animais exóticos, sempre gostei do diferente, sabe? Mas quando o assunto é cobra...bom, acontece que eu tenho fobia de cobra. Fobia mesmo, é algo que eu não consigo nem explicar. Mas cobras são lindas, principalmente as albinas, raras, lindíssimas. Olha moça eu espero realmente não estar falando besteira por que a senhora é bióloga e conhece muito mais sobre cobras do que eu. haha.
    Beijos, <3
    http://bitch-here.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que legal, deu até saudade da facul, apesar de me identificar com a microbiologia achava bem legal zoologia, mas com todo respeito as cobras ou répteis e anfíbios em geral me assustam prefiro observar de longe...
    Voto em iguana mó legal essa espécie, sobre o rotaroots que chato sempre tem um ou outro estressadinho para se doer com opiniões contrárias o bom é que vc levou na esportiva, ponto para vc, sinal que seu seu cérebro é desenvolvido, não possui tantos extintos primitivos como os dos homens das cavernas... rs me empolguei na bio lendo sua postagem, que por sinal tá ótima, bem explicativa, e os biólogos ou aspirantes piram quando se deparam com iniciativas assim em blogs, gostei e estou ansiosa pela próxima postagem \o/

    ResponderExcluir
  3. Achei legal sua iniciativa, até porque é muito bom saber mais sobre animais (principalmente pra mim)
    naquelesetembro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir