19 agosto 2014

Ei, deixa meu face em paz por favor?


Esses dias eu estava tão irritada com algumas feministas que coloquei um post no face. As pessoas que minimamente observam meu jeito e as coisas que eu escrevo no facebook, sabem que eu costumo aumentar as coisas, ser ácida e dura também. Sou aquela pessoa que muitas vezes diz o que pensa, e muitas vezes além de dizer o que pensa gosta de provocar, de causar algum reboliço. Não ligo que me questionem, que me contestem. Mas uma coisa que eu odeio, é quando além de contestar de forma inteligente, as pessoas tumultuam. Quer tumultuar? Faz isso na sua casa, por favor. Eu quero postar o que eu quiser no meu face, desde que não ofenda uma pessoa diretamente. Eu reclamei sim das feministas, fui ácida e grosseira. E sabem por que? Toda santa feminista que eu já conheci só falam groselhas do tipo: Mulher é melhor que homem, mulher tinha que mandar no mundo etc.

Eu sou contra o radicalismo. Seja ditadura, seja feminismo, seja machismo. Sou aquela pessoa que acredita que para o mundo melhorar devemos segregar menos e unirmos mais. Devemos pensar que somos pessoas e não mulher ou homem, negro ou branco, pobre ou rico.

A garota em questão que tumultuou meu facebook disse que eu não conhecia as verdadeiras feministas. Que elas lutam por igualdade, que eu não tinha estudo e nem conhecimento para falar (como você sabe disso gata? Você é vidente? haha') disse também que eu devo muito ás feministas e mimimimimi. Ok, eu acredito sim que as mulheres eram muito oprimidas, que elas antes eram vistas como donas de casa e pronto. Mas sabem como isso mudou? Não foi com feministas que iam ás ruas e tiravam as roupas, que metiam o pau nos homens e que elas sim, segregavam os sexos. Foram com mulheres fortes, que acreditavam na capacidade das mulheres. Mulheres que estudaram, se esforçaram e enfrentaram o mundo se formando em faculdades, se tornando grandes políticas, professoras de honra. Essas sim eu poderia considerar reais feministas. Não aquelas que ficam fazendo comunidades no facebook, aquelas que ficam mostrando os seios nas ruas, ficam gritando coisas e nada fazem além disso.

Ainda assim, mesmo essas feministas do passado, sendo radicais ou não, elas fizeram do jeito certo. Elas mostraram da forma mais incontestável que somos todos humanos, pessoas com as mesmas capacidades intelectuais.

Me lembro de ter visto um post no blog da garota que "invadiu" meu face (na verdade eu nem ia olhar, vi por acaso e nem consegui ler o post todo, tamanhas mentiras que ela contava) e eu normalmente não iria me importar ao ponto de escrever no meu blog. Mas isso me lembra um dia que estava no evento "Eu não mereço ser estuprada". Me lembro que eu concordava com a campanha, mas quando vi que a maioria das meninas do grupo falavam horrores a respeito dos homens eu contestei. Quando fiz isso, recebi ban, fui julgada e xingada. A DONA da comunidade, que dizia ser uma autentica feminista, que foi pra globo entre outras coisas, me disse que eu deveria ficar do lado das minhas "irmãs" e deixar os homens de lado. Quando perguntei se ela nasceu de duas mulheres ao invés de um homem e uma mulher ela me deu ban.

Assim como a menina do meu facebook, quando eu disse que ao invés de fazer protestos na rua, porque as feministas não se formavam grandes jornalistas, grandes professoras para ensinar as novas gerações que a igualdade é importante, se tornava uma boa política... Sabe o que aconteceu? Nada. Ela deixou de responder. Ela tinha questionado o por que eu era contra protestos e mulheres tirando a roupa. Eu digo aqui: Protesto deve ser em último caso. Protesto atrapalha a vida das pessoas sim, protesto causa problemas e tumultos. Deve ser feito quando não existem mais meios. E por que sou contra a mulher mostrar os seios? Simples. Eu como bióloga que estou me formando, sei que os seios são SIM órgãos sexuais. Se for assim, por que os homens não podem andar com o pênis de fora? O corpo é dele, os direitos também. Não é assim? A galera mistura e conturba as coisas. Enfim, depois disso, no dia seguinte ela fez um post no blog dela dizendo que eu NÃO tinha argumentos e que não havia estudado o assunto.

Acho que quem não teve estudo foi ela afinal. Ela tentou derrubar meus argumentos, quando não conseguiu, correu pro blog dela e chorou lá. Ok tudo bem.

Mas nada do que digam, que feministas lutam por igualdade por exemplo, me fará apoiar elas. Radicalismo é andar para trás.

Vou dar um exemplo simples: Dentre as VERDADEIRAS feministas que eu conheci, uma delas era minha amiga. Me lembro que ela namorava os caras e tratava eles feito lixo. Dizia que eles que tinham que pagar as coisas para ela e que ela mandava neles como queria.

E eu a via metida em eventos feministas, proclamando palavras de ordem em prol das mulheres, gritando ao mundo que queria igualdade...

Estão vendo porque eu não consigo gostar ou aceitar radicalismo? As meninas envolvidas tem problemas maiores que reclamar da desigualdade.

Aliás, um dos argumentos que a tal menina usou foi que mesmo hoje em dia no campo de trabalho as mulheres são vítimas de preconceito em muitos cargos e profissões. Em contrapartida eu disse que minha mãe ganhava muito mais que meu pai na época deles, que ela era chefe de departamento. Sabem como ela conseguiu? Estudando. Ela era muito pobre, teve muitos problemas. Estudou, se esforçou e conseguiu.

Hoje em dia mesmo, se um homem se torna cabeleireiro sabe o que dizem dele? Que ele é um viado. Se homem se torna modelo, sabe o que dizem dele? Que ele deve ter dormido com muitos homens para subir na vida. Isso também não é preconceito?

Todo mundo sofre preconceito. Homem quando apanha de alguma mulher e se machuca, vai recorrer para quem? Ninguém liga. Se uma mulher passa a mão em um homem e ele não quer, reclama com ela, todo mundo ri dele e diz que ele é viado. Isso não é preconceito?

Feminismo, machismo entre outros, é coisa de gente pequena e ignorante. Então por favor, se você não concorda com as minhas ideias no face, pode contestar, mas não venha me dizer que eu não tenho argumentos ou que sou burra. E se você não aguenta, para de me seguir gata. É simples. Depois, não venha chorar no blog com falsas ideias e contando mentiras.

Siga suas ideias, você tem esse direito... Mas me deixe seguir as minhas.


4 comentários :

  1. Também sou contra o radicalismo em qualquer sentido, e a liberdade de ser o que quiser? Os radicais não praticam pois puxam sempre para o lado que o interessa, gostei do texto e mais ainda da rainha mandando um foda-se kkkkkkkkk ri muito da montagem.

    ResponderExcluir
  2. Oiii!!! Guria, adorei seu post. Me identifiquei muito. A única ressalva é q eu não gosto de ninguém me contrariando no face. Puxa vida, se eu não te ofendi, pq tu vai vim reclamar? Vejo tanta asneira lá, mas eu não vou correndo discutir.
    Mas concordo com a questão do radicalismo. Eu mesma, sou vista como machista por algumas pessoas por postar coisas defendendo os homens. Mas a questão é q eu defendo qm eu acho q tenho q defender. Odeio quando alguém posta. Homem é tudo igual. Não filha, peraí, se fosse pq escolhemos? Não é pq um babaca é violento, ou algo do tipo, q todos serão. As pessoas precisam parar de separar as pessoas por serem homens ou mulheres. São todos pessoas. Não importa o sexo. Aliás, não importa classe, cor, opção sexual. Somos todos pessoas.
    Muito bacana seu texto.
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo, Mari. Devemos nos unir mais, e também sou contra o radicalismo. Eu acho todo mundo tem o livre-arbitrio de postar o que quiser, eu não vou mentir, tem vezes que eu vejo algo, eu vou na minha linha do tempo, e dou uma ''indiretazinha''. Mas, só quando alguém tipo ofende alguma pessoa, humilha e tal. Eu também não gosto, daquelas manifestações de feministas que mostram os seios (estranho!). Enfim, concordo com tudo. Beijos, amei os post <3 Naquele Setembro

    ResponderExcluir
  4. Vim aqui dar meus pitacos no seu post! Hehe
    Eu, pessoalmente, me considero uma feminista. Ponto. Meu namorado vive me chateando e respondendo que "feministas" são essas aí metidas em protestos e manifestos e causando no face fazendo polêmica, mas eu rebato ele. Eu concordo com você! Na minha opinião as feministas de verdade têm que querer igualdade de tratamento entre os dois gêneros. Nada de assumir que homens são gays só porque são cabeleireiros! Nada de querer que o homem pague a conta só porque ele é homem! E nada de ter de "apoiar as irmãs" que estão falando abobrinha e gritando contra o patriarcado opressor e terrível e fálico! arghhhhhhhh não sou obrigada!!!
    Discutir com gente radical é horrível, e infelizmente parece que a internet está cheia delas hoje em dia! O que nos resta mesmo é desabafar no mural do face, onde a gente tem plenos poderes pra bloquear gente chata que vem infernizar.
    Beijos, Mari!

    http://beyondcloudnine.blogspot.com

    ResponderExcluir