11 fevereiro 2015

10 Coisas que maracaram o colégio


Uma das melhores e piores épocas da minha vida foi o colégio. Era bom ter meus 17 anos, com cabeça de 20 e fazer amigos mais velhos, onde aprendi muito sobre política e filosofia. Ao mesmo tempo, em que tinha amigos divertidos, a aula era sempre motivo de diversão e não tinha responsabilidades. Por outro lado, era um saco estar na adolescência, sofrendo várias mudanças estranhas no meu corpo e não me encaixar em nenhum grupo de adolescentes.

Lembro que me sentia madura demais para lidar com aqueles pseudo-maconheiros e funkeiros afins. Ao mesmo tempo, me sentia criança demais para estar na roda dos meus amigos acima dos 20. Lembro-me de fazer amizade facilmente com meus professores, e ser um martírio conversar com meus amigos da mesma idade.

Tirando meia dúzia de colegas de classe, que envolviam a escola inteira, o resto era resto. Eu era aquela gótica quieta, que escrevia poesia nas horas vagas das aulas, que vivia de uniforme por preguiça de combinar roupas pra ir ao colégio e que mal penteava o cabelo.

Porém, preciso dizer que muita coisa marcou essa época, e apesar de tudo sinto falta dos meus 17.

01. Poucos amigos, pouca popularidade, pouca visualização. Quando estava no ginásio, era uma menina bem conhecida na escola e na sala de aula. Quando parti pro colégio, uma escola que eu não queria ir e fui obrigada pela minha mãe, resolvi que não ia me esforçar nem um pouco. Tinha o nível do Sesi e fui pra um Conselheiro, Deus me livre né? Então levei aquilo como se fosse algo que tinha que fazer de qualquer jeito. Não sorria para as pessoas, era grosseira pra maioria delas, um ou outro que ia com a cara, eu era educada. De resto, tinha bons amigos, como o Saulo, Lana e Carol. Eles também não gostavam daquele povo do fundão, que bagunçava, fica praticando bullyng com quem eles achavam estranhos (coisa que nunca suportei em nenhuma fase da minha vida) e por considerá-los lixos, ou menos que isso, não fazia questão nem de responder algo quando eles me perguntavam. Isso os intrigou, os deixou raivosos, e muitas vezes eles tentavam me atacar, me chamando de Mortiça Adams ou vampira. Nunca me senti um pingo atingida por eles, afinal, pra mim eles eram a escória da sala, e se eles gostassem de mim, iria me sentir preocupada.

02. Material escolar: Gótica semi-tradicional, amava a cor preta por tudo que ela representa. Por isso, meu material era todo baseado no preto até mesmo a borracha. Uma vez, minha mãe teve a ousadia de comprar um caderno da Betty Boop. Peguei um durex preto e colei nos olhos da meretriz.

03. Gravidez por todo lado. Não sei qual era o problema daquelas meninas. Ah acho que sei. Naquela merda de escola nunca teve uma educação sexual efetiva, ninguém ali sabia o que ERA uma camisinha feminina. Então... Era uma epidemia de meninas grávidas naquele colegio.

04. Professores péssimos. O que valeu pra mim estudar naquele antro de jumentos, foi o meu professor de biologia, Marco. Graças á ele, decidi o que queria ser. Fora ele, raríssimas exceções, tínhamos professores que diziam que se tivéssemos dúvidas, que pesquisássemos no google.

05. Escola razoavelmente bonita: Apesar de tudo, a escola tinha pracinha, área verde e um laguinho cheio de carpas, bem em frente a minha sala.

06. Grupo de teatro: Independente do diretor usar gloss ou não, amava aquele grupo. Ali, as pessoas certas eram reunidas. Gente que amava a arte, que se empenhava no que fazia, que gostava de ler, de escrever e pintar. Artistas unidos é a coisa mais louca que existe.

07. Barracos. Comigo, era raro rolar alguma briga, quando acontecia era mais interno no meu grupo. Já no caso do povo da minha sala, era quase semanal. Sempre rolava uma cadeira voando na cara de um professor, alunas berrando loucamente porque uma roubou o namorado da outra, ou meninos isolando uns aos outros e tretando entre si porque fulano foi na aula quando todos tinham combinado de faltar.

08. Merenda assustadora: Não sei como o povo que comia aquilo não tinha uma gastrite nervosa.

09. Roubos infinitos. Hora ou outra alguém tinha algo roubado na sala. Por isso, eu nem levava nada de valor. Minha amiga perdeu 100$ de uma conta que ela tinha que pagar, uma vez.

10. Brigas com o vice-diretor: Odiava aquele homem. Ele era maldoso, adorava prejudicar as pessoas e dar uma de santo. Volta e meia estava eu lá, brigando com ele.

Enfim, essas foram as coisas que marcaram minha vida colegial. Agradeço á Deus por essa fase ter passado, mas foram só três anos e tirei muita coisa boa de lá também :p E vocês? O que guardam dos dias de colégio?


7 comentários :

  1. Também não gostei dessa época na minha vida, mudei de escola e deixei de ser a menina que todos gostavam de se dar, passei a ser a solitária qe só se dava com as amigas dela, até chegar ao último ano que me deixaram sozinha com uma turma de doidos. Mas enfim, já passaram e isso é que importa.
    R: Tens de tentar, se nao enfrentares os medos é pior. Eu tbm tinha imenso medo de fazer porcaria, mas tinha e tenho uma grande vontade de conduzir, é isso qe me faz avançar. E gosto mesmo de estar ao volante, é como um sonho!
    Beijinho
    http://adonadasushi.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Oi flor,
    Ainda estou vivendo isso tudo, mas concordo em vários pontos com você.
    Adorei o post.
    Beijos,
    www.blogdavivinh.com.br

    ResponderExcluir
  3. Os números 1, 2 e 4 representam muito do que eu vivo na escola hoje haha Vou fazer um post desse também ♥
    Beijos,
    Nalu
    http://coisasafiins.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho saudades da minha época de colégio, quando eu tinha 17 não era tão imatura quanto as outras meninas, só que eu me vestia como adulta salto alto, roupas mais estilo mulherão, queria parecer mais velha...
    Também estudava em um colégio parecido com o que vc estudou, mas a diretora era um amor de pessoa e os professores empenhados.
    Te indiquei para uma Tag http://carolinabotelhoemsenhoritaagridoce.blogspot.com.br/2015/02/meu-blog-e-eu.html

    ResponderExcluir
  5. Engraçado, professores com pouco conteúdo para repassar é o que mais tem, e a incrível linda e maravilhosa professora de biologia era quem despertava em mim a vontade de estudar! Acho que vou acabar igual você: Bióloga! *-* Eu vim aprender a gostar de biologia no 3º ano viu e estou entre biologia e administração. Sim, ainda estou nos 17 e com cabeça de 20 como você mesma citou! Ah, e sobre as meninas "buchudas! não mudou nadinha viu, as coisas evoluem mas as cabeças dos diretores continuam ocas, os números de alugas grávidas só aumentam!

    Post novo ♥
    www.pequenamenina31.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que bacana seus relatos sobre a escola. Eu sou professora da rede estadual de ensino e as coisas que vc relatou ainda acontecem: meninas engravidando precocemente, barracos, cadeiras "voando" e muito desrespeito por parte dos alunos. Não eh nada fácil. Bjss www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa... Seu colegial deve ter sido horrível. Pelo menos, se fosse assim como eu teria achado horrível. Nunca fui muito sociável e nem tive amigos de verdade, por isso fiquei agradecida no último dia de aula obrigatório do terceiro ano e nem fui na festinha de confraternização. Se eu tivesse um pouco mais de coragem na época, teria dito "bye losers!", mas acho que também poucas pessoas iriam entender, haha. De qualquer forma, eu não sinto saudades do colegio, mas não posso negar que foi uma época boa.

    [N]ayh's Wonderland

    ResponderExcluir