13 maio 2015

Song of the Sea (2014)


Encontrei uma animação mágica que foi baseada num conto de fadas escocês muito bonito. Me lembro de ler essa história naquele meu famoso livro de contos de fadas, o qual sempre utilizo para postar histórias aqui.

Ele é um pouco diferente da história original, e o melhor: Ele se passa depois da história. Eu sempre imaginei o que aconteceria com as filhas da personagem principal do livro, depois do desfecho e eles criaram uma animação explicando tu-di-nho! Ficou sensível e muito bonito.

Vamos conferir?


Sinopse: A pequena Saoirse tem um poder especial: ela pode se transformar em uma foca, e depois retorna à condição humana.  Ela é uma "Selkie", de acordo com a lenda irlandesa e escocesa, e uma das últimas de sua espécie.  Um dia, Saoirse foge à vigilância da avó e embarca em uma aventura subaquática para liberar criaturas em perigo.

Para vocês entenderem melhor a história, vou postar o conto de fadas, que se intitula "O gentil-homem de Wastness"

Antigamente vivia na Cidade de Watiness um gentil-homem, jovem, solteiro e bonito, que todas as moças das ilhas Órcadas sonhavam em conquistar, mas nenhuma conseguiu rendê-lo a seus encantos. “Estou muito feliz sozinho”, declarava o rapaz.

Um dia ele foi passear na praia e viu um bando de focas brincando e rindo animadamente. Como fazia calor, as criaturas marinhas que habitavam aquela região tinham tirado suas peles e deixado sobre as pedras de uma parte mais rasa.

Disposto a lhes pregar uma peça, o jovem resolveu esconder as peles. Mas, quando se apoderou de uma delas, as focas perceberam e trataram de pegar rapidamente todas as outras. Em seguida fugiram para o alto-mar e, de longe, voltaram-se para olhar o atrevido que ousara perturbá-las.

Todas as cabeças eram foca, menos uma. O gentil-homem, que já começava a se afastar, não caminhara nem dez passos quando ouviu uma voz feminina, implorando-lhe: “Por favor, se tem um pingo de compaixão, devolva minha pele! Não posso, não posso, não posso viver no mar sem ela! Não posso, não posso, não posso viver com meu povo sem minha pele de foca! Tenha pena de mim, como espera que tenham de você!”

Enquanto ela falava, o jovem a olhava, o coração transbordando de pena e também de amor. Os dois sentimentos lutaram em seu íntimo, até que o amor venceu. “Se não pode viver no mar sem ela, venha viver em terra firme comigo!”, disse o gentil-homem, afastando-se. Sem outra alternativa, a moça aceitou sua proposta e se casou com ele.

Com o passar do tempo aprendeu a amá-lo e lhe deu sete filhos: quatro meninos e três meninas. Vivia rindo, e todos pensavam que era muito feliz. No entanto, quando ninguém a estava vendo, punha-se a contemplar o mar com um olhar saudoso, ou ensinava aos filhos canções tristes.

Ao longo de tantos anos nunca descobriu onde seu marido escondera a pele de foca. Até que um dia ele foi pescar com os filhos mais velhos, e as outras crianças foram apanhar búzios na praia. Só a caçula não pode sair, pois estava com o pé machucado.

Assim que a criançada se afastou, a mãe se pôs a vasculhar a casa, como fazia sempre que ficava sozinha. “O que você está procurando?”, a menina mais nova lhe perguntou.

“Uma pele de foca para enfaixar seu pé”, ela respondeu.
“Eu sei onde está”, a caçula falou. “Uma vez vi o papai tirá-la daquele cantinho, entre a parede e o teto. Ele a olhou por alguns minutos e a guardou de novo”.

A mulher correu para o local indicado e finalmente encontrou o que passara tanto tempo procurando. “Adeus, doce lar! Adeus, querida filhinha!”, exclamou, antes de correr para a praia, envolver-se na pele e mergulhar no mar.

O marido estava voltando com seu barco, quando uma foca passou por ele e, descobrindo o rosto, cantou:
Gentil-homem de Watness, adeus!
Gostei de você, que foi bom para mim,
Mas meu grande amor está no mar sem fim!
E nunca mais o gentil-homem viu sua bela esposa.

Espero que tenha trazido um pouco de magia pra noite de vocês meninas. E assistam essa animação, que vale á pena viu? Hahaha ♥ A louca dos contos de fadas garante.

4 comentários :

  1. QUE COISA MAIS LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
    EU AMO, AMO, AMO CONTOS ASSIM!
    Adorei! Ainda mais como mencionado, é um conto escocês, a Escócia é tão linda! Tão interessante em sua cultura! Adorei!!!


    www.memoriasdeumaguerreira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu AMEI esse filme, mas não imaginei que fosse literalmente baseado num conto, haha.
    Gente, esse conto é bem triste. Parece que o marido foi muito idiota e a esposa nunca o amou. No filme parece ser algo bem diferente ne? Mas acho que ambos tem seu próprio charme. É tão bom ver essas fábulas de outros países, dá um ar bem exótico. ♥

    [N]ayh's Wonderland

    ResponderExcluir
  3. Oi sumida, que fofíssimo isso, achei lindo, fiquei apaixonada.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que filme lindo! Vou colocar na minha lista de filmes para assistir nas férias ♥
    Beijos,
    Nalu
    www.coisasafins.com

    ResponderExcluir