06 outubro 2015

Projetinho Guarda-Roupa


Okay, sei que muitos vão estranhar esse post aqui no blog, podem me tacar pedras risos. Mas eu acredito que auto estima é muito importante pra gente se sentir confiante, não metidas e melhores que as amiguinhas viu galera u.ú (rum, Deus tá vendo vocês comprando roupa de marca e desdenhando a galera da c&a). A verdade é que nunca dei muita atenção para roupas e adornos (exceto bijus que meu Deus do céu, como amo essas bugigangas). Mas recentemente descobri que se cuidar e vestir bem não necessariamente significa que sou uma garota fútil ou rasa, pode só significar que gosto de marcar um estilo, estar bonita e de bem com a vida e nada mais.
Ainda não sou aquela garota que ama ver tutoriais de maquiagem, que fica atrás das tendências da moda ou que está ligada nas marcas mais caras do mercado. Isso eu sei que nunca serei, e não é por falta de vaidade: É que são coisas que não despertam tanto meu interesse quanto jogos de video games, história ou seriados (no caso Game of Thrones ♥). Mas também decidi que preciso sim ter mais feminilidade e cuidados comigo, porque eu também importo e também quero me sentir bonita. Certo? Até esse ano não fazia a ME-NOR ideia de como usar uma BASE, ou como marcar bem os lábios, o jeito correto de utilizar blush ou pó. Hoje em dia, já consigo identificar se um pó fixa bem ou se fica muito pesado, que tipo de sombra combina com meu tom de pele, como deixar meus lábios volumosos... Nada disso mudou radicalmente a minha vida, mas admito que me sinto muito melhor quando saio na rua, não porque usar uma maquiagem me faça melhor, mas porque eu me cuido, eu me quero bem, eu busco coisas boas pro meu corpo, pro meu templo.

Também tomei coragem e fiz uma coisa que queria faz anos, mas que nunca fiz por dois motivos: 1- medo de arriscar. 2- meu ex namorado babaca brigava toda vez que tocava no assunto, dizia que se o fizesse terminava comigo ou iria ficar muito chateado. Adivinham o que foi? Pintar meu cabelo! Calma, não foi pintar por inteiro, amo a cor natural do meu cabelo, mas pintei as pontas num tom chocolate acobreado, que iluminou muito meu rosto, me deixou mais alegre e em tom mais feliz. Admito que ainda estranho quando me vejo no espelho, mas adoro sentir que tenho estilo próprio e que mudei, porque ser constante pode ser tedioso.

Logo menos irei fazer um corte de cabelo bem bonito, sem tirar o comprimento dele porque demorou muuuuito pra ele bater na bunda, e sinceramente estou amando-ooo ter cabelão. Também estou muuuito inclinada á fazer a tatuagem daquele post lembra? Isso porque essa ideia até hoje ainda não saiu de mim de jeito nenhum. Mas ainda estou relutante quanto á isso.
E parte desta relutância, foi a vida toda as pessoas dizerem o que é bom pra mim, e não me deixarem tomar minhas decisões! Nunca pude descolorir os pelos dos braços porque minha mãe achava feio (hoje em dia faço semanalmente e acho lindo, fica delicado e fofo). Nunca pude colorir meu cabelo porque meu pai dizia que iria estragar meu rosto, que só combinava com castanho escuro e porque meu ex namorado era terminantemente contra. Nunca pude fazer uma tatuagem porque minha família acha abominável, dizem que vai estragar meu corpo e quando envelhecer ficará horrível. Nunca tive coragem de usar saias ou vestidos curtos, porque minha família me acha magra demais pra isso, e só podem usar esses tipos de roupas meninas que tenham pernas bonitas, independente do calor que esteja.

Ou seja, durante os anos da minha vida, nessa parte eu sempre fui muito reprimida. Nunca pude comprar nada além de batom e lápis de olho preto, porque o resto era bobagem e eu não precisava de maquiagem. Afinal, as pessoas tinham que gostar de mim do jeito que eu era. Isso incluia fazer escova, chapinha (que tortura foi comprar essa maldita chapinha!), cortes de cabelo muito radicais. Não que ninguém permitisse, mas que me colocavam sempre tão para baixo, minha própria família, que eu não conseguia de forma alguma sair daquela imagem de menina simples que tinha meia duzia de roupas no guarda roupas (não é brincadeira) apenas um tênis e nada de maquiagem além de gloss transparante e lápis de olho preto. Isso se eu tentasse comprar esmalte vermelho, aí vocês não sabem o escândalo que minha mãe fazia.

Por isso, hoje em dia eu meio que luto para ter vaidade, porque durante ANOS fui uma menina totalmente sem vaidade. Graças á essa criação, nunca liguei para marca de produtos, nunca julguei as pessoas pelo que vestiam, e muito menos ia atrás de algo além do básico para vestir, porque não havia necessidade. Até certo ponto foi bom, mas hoje eu vejo o quanto isso me deixou para baixo. O quanto me sentia feia, esquisita e sempre achei que ninguém iria gostar de uma garota como eu. Por isso, durante 20 anos da minha vida, abdiquei do amor e de toda aquela fase de adolescente que sonha com o príncipe encantado. Me concentrei nos meus amigos e nos meus Hobbies.  Preferia passar horas lendo livros diversos, estudando sobre os mais diversos assuntos, discutindo em fóruns etc. Por isso, só aos 20 anos encontrei meu primeiro namoradinho. Foi aos 20 meu primeiro beijo. Foi aos 20 meu primeiro sexo. E querendo ou não, foi aos 20 que descobri como era legal ter alguém por perto.

A partir daí, percebi que vaidade na medida certa pode ser bom sim. E por isso, resolvi que irei me cuidar sim. Que irei investir na minha imagem SIM, e que não vou deixar que mais ninguém coloque o dedo nas minhas decisões. Eu sei que boa parte dos problemas que tive no meu ex relacionamento foi porque ele reclamava da minha pouca vaidade. Eu achava absurdo, porque era a tolinha que acreditava que o amor via além da beleza ou do modo da pessoa vestir. Eu mesma, nunca liguei quando ele saía de chinelo e shorts pra ir ao shopping. Mas ele ligava que eu não cuidava dos meus cabelos, das manchas de alergia nas minhas penas, que não usasse maquiagem. No fundo, ele não estava tão errado assim. É bom ver alguém que se cuida, que se ama ao nosso lado. Faz bem. E por isso, hoje, eu tomo minhas decisões sobre o meu corpo, e graças á isso me sinto cada vez mais livre. Também admito que as pessoas estão se impressionando com as minhas mudanças. Dizem que estou mais bonita, mais solta, mais divertida.

Bom, me perdoem por ter escrito um texto tão enorme, nem eu mesma havia planejado escrevê-lo mas acabei jogando para fora tudo que estava guardado no meu coração.

Doce Madrepérola fez um post muito incrível sobre as mudanças que ela quer fazer no guarda roupas dela. Trata-se de uma listinha com as peças de roupas que ela quer adquirir para melhorar o estilo dela, e eu adorei a ideia. Porque pensem comigo: Queremos mudar nosso estilo, temos até algo traçado na nossa mente, mas se não nos organizarmos para focar e comprar exatamente aquilo que precisamos, vamos sair por aí como boa consumistas que somos, comprar várias coisas que amamos mas que juntas não combinam em nada e ficar com 10 blusinhas e uma 1 calça. Hahaha. Por experiência própria, digo isso. Portanto, resolvi dar uma chance á essa listinha super inteligente, traçar as peças que preciso de imediato para mudar meu estilo. Acho super válido, e vocês?

Fiz algumas comprinhas nos últimos tempos que tem tudo a ver comigo... Tudo num estilo boho, rocker e romântico ao mesmo tempo, porque amo essa mistura. Adoro cristais, pedras, glitter também, e quero colocar isso em anéis e colares bem bonitos pra complementar meus looks. Porém, agora vou traçar as peças mais básicas que estou precisando com urgência, para poder montar meu novo estilo. Vamos lá? ♥

• 4-5 vestidos curtinhos. Sim, porque mesmo com manchas nas pernas, quero poder ser feliz no verão! E claro, vou cuidar dessas manchinhas também. Farmácia, prepara seus cremes clareadores!
• 3-4 regatinhas. Sinto uma necessidade imensa de regatas bem bonitas, sejam estampadas ou rasgadas, para usar com um lindo jeans rasgado e um óculos escuro bafônico.
• 2 calças rasgadas. Já tenho uma que é minha paixão, agora busco outra calça rasgada na cor jeans e uma preta, para looks mais rockers.
• 3 calças. Uma jeans bem bonita, uma mostarda/tijolo e uma preta cintura alta.
• 1 legging preta. Eu já tenho uma, ela é linda e cheia de recortes, mas quero uma bem simples, para combinações mais despojadas.
• 3-4 t-shirts. Sinto uma falta imensa de t-shirts no meu guarda roupas. Acho que se tenho 3 é muito! Preciso de blusinhas estampadas ou até mesmo básicas, para o dia a dia. Algo que possa usar com um tênis bem diferente, um colar incomum e um rabo de cavalo despenteado.
•  3 shorts. Sim, eu quero shorts na minha vida! Quero um jeans, um preto e um colorido aleatório ou estampado étnico.
• 2 saias longas. Mas não qualquer saia longa! Quero que sejam cheias de recortes e transparências.
• 4 blusinhas. Sei que já tenho várias, por isso compraria mais algumas blusinhas só como complemento. Sejam batas ou alcinhas soltinhas, nunca é demais.
• 2 croppeds. Okay, essa fica para quando não tiver mais tanta barriguinha hahahaha, mas dependendo do cropped super encaro com uma cintura alta.
• 2 macacões. Um longo e um curtinho. Sou apaixonada por macacão e quero muito poder usar nesse verão.
• 2 calças de sarja. Para sair do jeans, quero uma que seja bem despojada e outra mais estilo alfaiataria.
• 3 cardigans de verão. Daqueles super levinhos de linho ou bordados. Simplesmente fofos e românticos.

Bom, por enquanto essas são minhas metas de verão e primavera para roupas. Saindo dessa parte, parto pros acessórios e calçados:

• 2 tênis. Um preto, cano alto bem rocker, para bater. Um branco ou de cor clarinha, bege ou nude.
• 3 botas cano baixo. Amo botas, é meu calçado favorito! Faz tempo que quero aumentar a coleção, e por isso o desejo são uma bota preta cano baixo, uma marrom e uma terceira aleatória que eu ache bonita.
• 1 bota cano over preta. Eu sei, eu sei. Gastei 556 dilmas numa bota da Santa Lolla over. Ela é linda, sou apaixonada por ela, é meu xodó. O problema é o salto alto, que não me deixa usar ela em looks mais despojados. Quero uma bota até o joelho preta, do mesmo estilo da marrom café linda que comprei, sem salto e super simples.
• 2 óculos escuros. Um básico pro dia a dia, e um VRÁ, na cara da sociedade haha. Amo óculos escuro, e para mim é bem uma necessidade porque tenho sensibilidade á luz.
• 2 rasteirinhas. É galera, estou zerada de rasteirinhas e preciso muito de umazinha que seja, porque andar só de sapatilha/bota no verão não está rolando. Quero uma preta e uma nude.
• 2 sandálias. Eu não sou fã de sandália, na verdade, não sou fã de salto. Mas sempre que rola uma festa mais chique, eu preciso correr para pegar emprestado. Novamente compraria as tradicionais cores preta e nude.
• 3 scarpins. Um preto e um nude óbvio, e uma terceira cor vibrante. Seja rosa, azul, verde... Eu acho que o scarpin pode dar um toque sexy e chique aos looks, ainda mais se forem despojados. Calça rasgada, t-shirt soltinha e um coque desfiado? Lindo.
• 1 havaianas do star wars. Me deixem hahahaha.
• x Colares/anéis/brincos. Eu perdi muuuitas bijus por puro desleixo. Sabe quando você tem um porta jóias lindo, mas chega em casa cansada e vai largando os colares e anéis por aí e eles se perdem no tempo/espaço? Pois é. Perdi peças lindas de morrer, com pedras naturais e caras. Preciso re-comprar muitas bijus e dessa vez, me policiar para sempre guardar no lugar certo.
• 1 relógio. Pequeno, discreto, bonito e útil.
• 3 bolsas. Sim, o problema com as bolsas, tá virando uma série já. Compraria uma marrom e duas coloridas.
• 2 bolsas carteiras. Ás vezes vamos á festas ou lugares em que só vamos levar o celular e os documentos, e levar uma baita bolsa pode ser incômodo. Compraria uma preta e uma colorida.
• 3 meia calças. Uma fio 40/50 preta, uma fio 20 preta e uma cor da pele fio 10.
• 5 pares de meias. Porque parece que eu como as minhas, que sempre somem.

Bom, essas foram minhas escolhas para repaginar totalmente meu visual. Okay, eu sei que são MUUUITOS itens, mas aos pouquinhos consigo atingir as metas, se todo mês comprar uma ou duas peças, garimpando nas lojas de departamento como Forever 21 e Riachuelo que sempre tem promoções incríveis, ou até mesmo na Amplexo de Sorocaba que vende peças lindas de morrer por no máximo 60 reais. Não precisa ser caro ou de marca, isso nunca me importou. Só quero que seja bonito e que tenha a ver com meu estilo romântico/rocker/boho.

O que acharam da ideia da listinha? Pretendem fazer uma também? Espero ter inspirado vocês! ♥

14 comentários :

  1. Nossa amei seu post, e agente precisa um pouco de vaidade, mas claro, quando isso não ultrapassa os limites.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico feliz de ter gostado ♥

      Excluir
  2. Marina, muitas vezes somos reprimidas não é? Eu tenho fases que me cuido mais e outras menos, estou querendo sair de uma fase que estou me cuidando menos! Quando adolescente, não tinha muita vaidade pelas condições financeiras da minha família! Quando comecei trabalhar e pude comprar tive uma longa fase de muito consumo ahahahah... Eu vi o post da Madreperola sobre a mudança de guarda roupa e amei. A Camila do Blog "Apenas um Hobby" tem um post maravilhoso no qual mostra a evolução dos seus cabelos ao longo dos anos ( são cortes e cores maravilhosas)... Me inspirou muito porque tenho dificuldades de mudar o corte o cor dos cabelos!
    Beijo
    Ps. Adorei a lista que fez e nesse fim de semana estarei arrumando o meu guarda-roupa, verificando o que vale a pena manter!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah mas muita coisa podemos fazer com pouca grana, basta ter atitude e se amar! Estou aprendendo a me amar, e fico tão tão feliz que vc tenha se inspirado! Tenho certeza que fará mudanças incríveis e que ficará ainda mais linda ♥

      Excluir
  3. Marina, eu amei seu post! É muito triste quando somos reprimidas por tomar decisões para nós mesmas e para o nosso próprio corpo, isso sempre faz sentir uma insatisfação consigo mesma, né? No meu caso, minha familia nunca me reprimiu, sempre incentivaram que eu me cuidasse e usasse o que eu gostasse, geralmente eu me sentia reprimida por certas ~amigas~ que ficavam tentando ditar o que eu poderia usar ou não.
    Houve uma época da minha vida que eu não me cuidava em nada e era uma pessoa muito triste, eu não via interesse em nada, minha mãe me levava pra comprar roupas e eu escolhia qualquer coisa só pra ir embora pq me sentia tão pra baixo que não tinha vontade de me cuidar. Eu sempre andava de calça, camiseta e meu cabelo preso em um rabo de cabalo baixo. Por sorte eu saí daquela fase, e uma coisa que me ajudou bastante foi ter um blog, e hj em dia fico feliz quando me cuido e me sinto bem. Não é futilidade e nós não temos que nos sentir culpadas, é só um agrado que fazemos a nós mesmas.
    Ah! Vi sua foto com o cabelo novo ali no seu instagram e achei lindo!! Vi o post da tatuagem e achei ela linda tbm, espero que você consiga fazer! Agora deixa eu me calar pq ja falei demais hahahaha. Beijossss
    http://blogmareland.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah muito obrigada por tudo que disse! Então, é difícil você crescer ouvindo que precisa ser perfeita, que não é qualquer uma, que tem uma alma diferente, mas ao mesmo tempo seus pais dizerem que suas pernas são feias, que você não tem um corpo legal ou que não é como a fulana que é linda. Meu, isso desde que eu era criança! Imagina ser doutrinada dessa forma? Eu sei que muita coisa eu me permiti passar, mas também sei que tinha medo de pintar as unhas, tinha medo de me depilar e minha família rir da minha cara, tinha medo de ser ridicularizada por tentar me sentir bem com meu corpo. Isso me afetou de uma maneira, que quando comecei um namoro sério só queria fazer tudo por ele e esqueci de mim. Hoje eu sou adulta, e aqui em casa ainda sofro muitas brincadeiras mas eu sei diferenciar as coisas e isso não me afeta mais.

      Excluir
  4. Vc esta certa moça! Quem se ama se cuida com carinho, independente do estilo, tb me inspirei na postagem da Luana, mas estou em uma dieta para perder alguns quilos que estão me incomodando por isso não iniciei meu projeto ainda. Mas já tenho em mente tudo que vou adquirir: vestidos românticos encontrei uma loja virtual que vende vestidos estilo antix só que mais baratos e com várias medidas, mais três sapatilhas, duas sandálias rasteiras e vou fazer algumas bijus.
    Um abraço, espero ver suas compras em breve o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina que loja é essa do estilo antix? Precisa compartilhar com azamigas hahaha ♥

      Excluir
    2. Oi Marina, aqui o link da loja http://www.renatafiore.com/, alguns vestidos são até simples, mas outros são fantásticos.
      O que me chamou a atenção foram as medidas, tem para vários biótipos, coisa que infelizmente a antix não tem :(

      Excluir
  5. Faça o que te faz feliz e não fique presa ao que os outros irão pensar. Estar de bem consigo mesma é a regra número um para uma vida feliz! :D

    Conforme você for comprando, vá mostrando aqui pra gente! :D

    Beijos,

    www.algumasobservacoes.com

    ResponderExcluir
  6. Achei ma-ra-vi-lho-so este projeto!

    Não se preocupe com o texto, para ser sincera, achei curtinho, o texto foi tão leve que fiquei curiosa para saber mais de você e quando vi... puf! Você tinha terminado.

    Mari, estamos numa fase super parecida. Quero mudança, me sentir mais bonita. Sempre tive autoestima baixa, até hoje sou um pouco assim, tenho vergonha de sair de short (minha mãe quer que use), porque me acho muito magra para isso e também não gosto de algumas manchas de machucado. Em junho cortei meu cabelo, porque eu já estava cansada do meu cabelo longo.

    Eu já tinha visto seu cabelo, e achei que ficou lindo, deu uma iluminada no seu rosto. O mais importante é você gostar, independente dos outros.

    E super apoio esse seu novo jeito de ser. Nada como se sentir bem consigo mesma! Parabéns, Mari!

    http://rosasrisosedramas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vamos juntas encarar essa nova fase, sermos felizes e só tentarmos a positividade!

      Excluir