09 novembro 2015

Se cuidar faz bem!


Nos últimos tempos uma coisa que aprendi é que sim, se cuidar faz bem! Não é futilidade e nem problema você ter as unhas sempre muito bem pintadas (isso eu pratico faz uns 2 anos, mas admito que ás vezes por preguiça deixo elas todas lascadas HAHA) ou gastar algum com cremes e hidratação pro cabelo. Também acho válido aprender e saber mais sobre maquiagem e isso implica em conhecer nosso tipo de pele: a cor, se é seca ou oleosa, se está manchada e o porque das manchas etc.

Não adianta querer pagar de intelectual e divertida dizendo: "Eu não ligo para essas coisas, uso roupas furadas e um tênis velho" que isso te fará mais legal que as outras meninas. Antes achava que era muuuito mais interessante por não me interessar por futilidades e utilizar o meu tempo para outras coisas: leituras, viagens, etc. Mas a verdade é que todo mundo (sim, todo mundo) gosta de se sentir bem e ser elogiada, e que dá pra dividir muito bem o tempo de se cuidar e o tempo para se dispor em estudar ou conhecer coisas novas.

Eu mesma, não gasto muito tempo me cuidando não. Vou lá, lavo meu cabelo em dez minutinhos. Não tenho paciência para máscaras de hidratação e nem cremes de uso contínuo. Por isso, descolei na perfumaria um tratamento milagroso da Pantene de 3 minutos, onde antes de passar o condicionador você aplica o creme e deixa no cabelo durante o banho, depois enxágua e passa o condicionador. O cabelo fica mais hidratato e bonito. Outra coisa que faço é secar bem o cabelo com uma toalha e depois passar um creme antitérmico para não ressacar os fios com o ar quente do secador.

E é isso. Em menos de 20 minutos tenho meu cabelo pronto pra outra. Mesmo depois de ter tingido ele, não mudei muita coisa na minha rotina e ainda não vi necessidade de retocar a cor no salão, mesmo porque tenho preguiça só de pensar nas duas horas sentada levando química.

Como podem ver, não é grande e coisa mas pelo menos eu cuido do meu cabelo para deixá-lo mais saudável e bonito. Isso não quer dizer que gasto horas do meu dia fazendo máscaras ou procurando produtos novos no mercado, não nasci pra isso. Outra coisa que acho importante é a economia: acho um absurdo pagar o preço que muitas meninas pagam por cremes e esmaltes e maquiagens por aí, só porque tem tal pigmento ou são de tal marca. Ok, para quem gosta vai fundo, mas no meu caso, acho totalmente desnecessário.

Adoro deixar minhas unhas com cores bonitas e que combinem com meu estilo. Estou sempre procurando tons de rosa queimado, laranja, azul petróleo, preto, vermelho puxado pro vinho, uva ou os famosos glitters (sim, me julguem) como o Avon Crystal nude que é o meu favorito no mundo. Mesmo assim, me recuso á pagar 35 reais num esmalte por exemplo, se pago 3 reais tá caro. O único que exagerei foi o da Avon onde gastei 12,90 chorando. Mesmo assim, uma boa forma de economizar nos esmaltes é fazendo em casa. Fazer as unhas das mãos e pés custam em torno de 15 á 30 reais para mais, dependendo do salão. E eu não vejo tanta necessidade a menos que vá numa super festa. Mesmo assim, procuro eu mesma fazer minhas unhas, e não existe segredo nisso. Vejo muitas meninas reclamando que não tem jeito ou coordenação motora e vos digo: eu menos ainda. Nos primeiros meses (sim, leia me.ses) que comecei a fazer minha própria mão, me lembro que borrava tudo, ficava horas para tirar os excessos e muitas vezes a unha ficava com aparência de tinta grossa.

Com o tempo e insistindo muito, minhas mãos pararam de tremer e desviar do caminho sagrado e com isso consigo hoje pintar minhas unhas muitas vezes sem deixar nenhum borrão nos cantinhos dos dedos.

Reparem que ainda está levemente borrado, mas que eu limpei depois das fotos haha. ♥

Outra coisa que entendi, é que mudanças fazem bem! E que de vez em quando é bom arriscar. Há quanto tempo queria mudar meu cabelo, estava pensando inclusive em fazer um corte de cabelo super radical, mas sabia que não era exatamente isso.  Então tomei vergonha na cara e fui pintar meu cabelo. Pois é, eu tinha um medo enorme de pintar, o mesmo medo que me impede de fazer uma tattoo. Mas o cabelo era algo tão expressivo para mim, queria sentir meu rosto iluminado e diferente. Era difícil me imaginar com outra cor mesmo que fosse nas pontas, e de repente não consigo me ver no black total de novo.



E uma boa parte de se sentir bem na aparência reflete como estamos por dentro. Se estamos felizes queremos radiar essa felicidade de alguma forma, não só com atitudes e sorrisos mas também no nosso bem estar estético sim. E ás vezes um batom mais alegre, um perfume delicado ou um penteado novo pode mudar tudo. Inclusive o modo como nos vemos no espelho.

E um lado bom de poder usar essas coisas, é que criamos uma identidade para nossa personalidade. A de menina séria, descontraída, geek, aventureira... Muitas vezes dá para identificar o jeito de alguém só pelas coisas que ela usa. Um pingente ou uma estampa, tudo pode dizer um pouco sobre você... Claro que nada disso vai te definir mas com certeza vai mostrar um pouco pro mundo do que você ama e é.

Eu por exemplo, sou um pouco retraída com quem não tenho intimidade, mas sou muito brincalhona com meus amigos e familiares. Também amo a natureza e por isso sempre que vejo uma bela estampa com algum animal que me fascina (pássaros, felinos, baleias, tartarugas) já trato de comprar. Também sou apaixonada por jogos e filmes nerds da vida, e sou louca pelo Darth Vader ou pela Sylvana Correventos, por isso, o que eu ver deles já vou garantir hahaha. Também amo o estilo boho e étnico, rústico. Isso porque sou apaixonada pela natureza como já citei acima e pelas coisas simples da vida. Um céu estrelado, uma caminhada na praia, um picolé de groselha de 1 real, anéis e colares feitos por hippies á beira da estrada... Isso reflete nas minhas roupas e talvez reflita em como as pessoas me enxergam, e também já dá dicas para muita gente se aproximar ou não. Por exemplo: adeptos de casaco de pele, sumam da minha frente! Hahahaha.



Dá para ver que amo roxo, lilás e lavanda hahaha. Geralmente uso batom vermelho bem fechado, tons de roxo, nude total ou rosinha. Não consigo sair muito disso e ir para um cobre, coral ou vinho. Não dá. E quanto meu estilo, bom, essa sou eu mandando fotos no whats pros amigos para tentar escolher um bíquini. Amei esse por parecer uma textura étnica muito linda, pena que me deixou tão sem peito que fui obrigada á recorrer á outro modelo, igualmente lindo porém mais simples haha. Acho que olhando a última foto, dá para ver que eu fico entre o sofisticado e o simples, um meio termo e uma mistura bem maluca. Isso tem a ver com a minha personalidade também: adoro conforto, mas não ligo de dormir num chão duro se meu teto forem as mais lindas estrelas do céu. Tudo depende e tudo tem os prós e os contras, quem vencer me leva ;)

E deixo o post dizendo que pequenas coisas, como pintar o cabelo, fazer as unhas, usar maquiagem, cuidar da pele ou passar uns minutos dedicada á depilação sempre (sem aquele truque de: está frio, não precisa hahaha) faz muito bem pra auto estima SIM, para nos deixar mais felizes SIM. Não estou dizendo para viverem atrás de maquiagens da MAC ou SEPHORA ou para dedicarem boa parte do seu tempo para isso, porque realmente não concordo muito com isso, acho que antes do corpo precisamos cuidar da alma, mas também acho que todo mundo precisa sim se sentir bem e feliz consigo mesma, e que querendo ou não é uma parte importante das nossas vidas a aparência, por mais que me doa admitir isso hahaha. Mas no fundo, quem não gosta de fazer uma boa panela de brigadeiro, colocar um filme bem besta (Meninas Malvadas o/) e passar a tarde fazendo as unhas, cabelo e hidratação? É um dia por semana, não precisa passar de uma ou duas horas. Se cuidem, sim. E se alguém chamar de futilidade, mande lavar uma louça :p

17 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Exatamente isso, Mari! Você tirou as palavras da minha boca.

    Eu estou tentando mudar, sabe? Quero me sentir mais bonita, para mim mesma, para aumentar meu autoestima, mas algumas pessoas não entendem. Meus amigos me apoiam, mas meus familiares dizem "Ah, mas as pessoas têm que gostar de você, como você é, para se sentir bonita por dentro, você tem que se aceitar e só.", eu até entendo, mas não é futilidade, queremos nos sentir bem, não é pelo os outros, até porque, não sou do tipo que segue modinha, eu só queria me encontrar e, para isso, precisamos testar, mudar, até definirmos (ou não) o que queremos ser.

    E eu te apoio. Não tem nada melhor do que gostar de si mesma! Você está sendo um exemplo para mim! <3

    [...]

    "sou um pouco retraída com quem não tenho intimidade, mas sou muito brincalhona com meus amigos e familiares." = me defini com essa parte.

    Beijos, ADOREI o post! <3

    http://rosasrisosedramas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz de poder ajudar de alguma forma ♥

      Excluir
  3. Amei o post, temos que nos cuidar sim, porque ninguém cuida da gente.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fato, ninguém nos ama como nós mesmos.

      Excluir
  4. Muito bem!!! Até a auto-estima!
    Beijos, www.nossomosmoda.com

    ResponderExcluir
  5. Concordo com vc, eu sou mais tranquila em relação a vaidade mas é minha personalidade. Só tenho alguns dilemas com os meus cabelos, quero eles perfeitos ou então fico de mau humor rs. Em relação a gastos vai de cada um, tem gente que compra a marca só para mostrar e eu acho uma burrice, dinheiro não dá em árvore para gastar com qualquer coisa, quando vou comprar algo opto pela qualidade e tem muita coisa boa e barata :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, acho que não precisamos nos matar em cuidados, mas o mínimo é sempre bom :)

      Excluir
  6. Hello Marina <3 <3, tudo bom? Desculpe meu sumiço Ç-Ç, sumi muito e acabei não comentando por aqui!!
    E sobre o post, eu sou dessas que não usa nenhuma maquiagem mesmo, nem um batomzinho, nem um rímel, não gosto de usar e não tenho paciência pra me maquiar HSUSHSUH, então se tem algo que eu sou super inexperiente, é em relação á maquiagem. Só passo quando é uma festa grande e tals. Mas confesso que quando a gente acha algo bonito em nós a auto-estima aumenta mesmo, quando eu uso uma roupa que particularmente gostei e achei legal em mim já dá uma animada.

    Meu cabelo que eu gostaria de um dia dar uma radicalizada, acho ele meio sem graça, porém, não faço ideia de que corte fazer nele que fique legal e que ao mesmo tempo o cabelo não caia no meu rosto :v. E também gostaria de pintá-lo um dia, mas né, dá aquele medinho dele acabar ressecando muito, de estragá-lo e etc ;-;

    Adioooos! Ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magina meu amor mas admito que senti sua falta <3 Então se quer mudar mude. Aposto que vai se sentir renovada.

      Excluir
  7. Que texto lindo! Amei amei amei! Sim, precisamos nos cuidar por fora também, nos sentirmos bem e bonitas. Primeiro cuidar da alma, depois da estética... Beijos www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Marina, quanto tempo não apareço, estava meio atarefada. Adoro seus textos sabia? Eu concordo com você, temos que nos arrumar sim, nos cuidar e se dividirmos bem nosso tempo podemos nos dedicar aos cuidados diários com o corpo, saúde, bem-estar e ainda manter nossas leituras em dia!
    Ps. Você é lindas, seus cabelos são maravilhosos! eheheh
    Beijo e um excelente domingo querida!
    Vandira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz que goste dos meus textos, fico feliz que tenha voltado u.ú hahaha <3

      Excluir
  9. Antes de criar o blog eu não me importava com isso de se cuidar, eu era uma menina "macho", era a única que não me maquiava para ir ao colégio. Mas depois que crescemos e amadurecemos, acabamos percebendo que é muito bom nos cuidar. Hoje eu cuido da minha pele, cabelo o corpo e tudo. Sim, dá para se cuidar e continuar intelectual.
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é tão bom a gente mudar né? A cada ano me sinto uma nova pessoa, com novas ideias ♥

      Excluir