04 janeiro 2016

Os novos começos!


Desapareci de leve do blog, porque do dia 30 ao dia 3 fui para a praia com meus "amigos", em Caraguá ♥
Foi muito bom, nos 4 dias que seguiram. Passamos dias gostosos na praia, em contato com a natureza, tomando banho de mar e rindo muito. O lado bom, é que mesmo sendo um lugar sem sinal de celular, não ficamos entediados, porque sempre tinha alguma coisa legal para fazer... Entre jogos, guerra de bexiga com água e sabão, praia, shopping, feirinhas hippies. Foi muito gostoso passar a virada na praia, algo que sempre quis e nunca consegui... Lindos fogos, lua sensacional (na virada, a Lua estava vermelha, contrastando com o mar e as nuvens negros, um espetáculo).

Vou comentar um pouco dos meus dias com algumas fotos (as que vou postar foram tiradas do celular, já que ainda não desfiz as malas e o cabo da minha câmera está sambando por aí haha). Por isso, nesse post não vai dar pra mostrar a Lua :( mas logo logo vou postar pra vocês verem u.ú Vamos lá?


Quando estávamos indo, entre muito rock e conversas piadistas, paramos numa mini fazendinha no meio do caminho. Lá tinha alguns animais fabulosos (não os da foto hahahaha) e uma lojinha de artesanato (que adoro muito!)


Esse com certeza é o melhor pato da vida. Ele tinha cara de bravo, de "vem que eu te quebro" de mano brow. O pato era folgado, estiloso e fofo ao mesmo tempo. Como pode? Olha essa cara de bravo! ♥


Este cavalo era muito fofo! Ele ficou tão feliz quando fiz carinho nele, que me deu um beijo acreditam? Hahaha. Nunca tinha acariciado um cavalo antes, amei a experiência de chegar tão perto.


Olha quantos baconzitos? *-* Ai meu Deus, queria apertar até explodir, eram todos filhotes e barulhentos. E vocês? Não morrem de vontade de morder?


Esse Peru estava todo pomposo, se armou todo quando nos viu, saiu correndo e vivendo la vida loca.


Olha a cara de nervoso. De "eu que mando aqui, se manda". Pois ele atacou tudo e todos hahahahaha ♥


Vamos lá, da esquerda para a direita: Thaís, Rafael (namorido da Tha), Eu, Jeff e Dani. Todos no carro preto, galera do carro branco estava para trás :p


E chegamos a lá praia! Fomos na Praia das Cigarras em Caraguá, um lugar muito bonito, com muitas pedras, verde e uma areia deliciosa. O legal, é que o mar é super calmo, sem ondas. Também dá bastante chão já que eu não sei nadar, por isso fiquei muito tempo na água sem medo de ser feliz! Jogamos muito vôlei e nos divertimos muito.


A praia estava um pouco cheia, mas nada demais. Foi bem gostoso. No segundo dia de vôlei na água, rolou várias participações especiais de pessoas aleatórias hahaha. Foi bem divertido, diferente.


Conseguimos uma deliciosa sombra e água fresca. Estava uma delícia de baixo da árvore, vista sensacional.


Momento UNO! Hahaha, teve UNO, teve jogo de perguntas e respostas, pega vareta, RPG, guerra de bexiga e tudo que possam imaginar. Foi uma delícia jogar, bater papo e ainda rir muito com as jogadas. Teve gente que comprou 20 cartas, porque resolvemos juntar dois baralhos o/ (ganhei 3 vezes)


No segundo dia de praia, consegui comprar esse delicioso chocolate da vaquinha, Mu Mu. Gente que coisa mais maravilhosa do mundo! Pena que tinha muitos cereais no meio, mas super valeu ♥


Fiz minha ficha de RPG, uma Ladina chamada Rey Del'avigne. 18+ de destreza porque sou top! ♥


Tinha uma lesma no meio do caminho... No meio do caminho tinha uma lesma. E estava comendo nosso bolo de cenoura com muita vontade hahahaha ♥


Melhor vista. Não dá pra ver direito, mas tinha pedras, muito verde e esse céu lindo de morrer ♥


Quem não se apaixona por essas montanhas? Coqueiros, céu azul, sol... É o paraíso.


Eu estava com um macaquinho muito kenquiane, é que não dá pra ver ele inteiro. Curtinho que só ele queria. Hahaha, mas por ser praia, calor, estava liberado. Agora na foto temos a Karina também, com o bebê!


A parte ruim: No último dia que ficamos na praia, dia 3, haveria o show do Strike, banda que não gosto e não queria ver, mas como a Thaís era muito fã e queria, resolvemos voltar pra casa mais tarde pra ela ver o show. Só que logo de manhã eu acordei me sentindo um pouco mal. Muita dor de estômago e tontura. Aos poucos ia melhorando, por isso achei que fosse só mal estar passageiro. Fomos ao shopping almoçar, e aí desandou tudo. Lá passei muito mal, vomitei 2 vezes. Uma dessas vezes, fui ao banheiro e pedi pras moças da fila por favor deixarem eu entrar num boxe para vomitar (nessa hora estava escorada na parede, porque não conseguia andar ou enxergar direito) e absolutamente ninguém deixou. Por isso acabei sentando no chão e vomitando lá mesmo. Uma senhora muito gentil que trabalhava no shopping me viu, me carregou até o ambulatório (nessa hora estava sozinha, porque estavam todos jogando no fliperama) e de lá o médico disse que eu estava com a pressão baixíssima, me mandou de ambulância pro hospital.

Eu fui sozinha porque todos simplesmente resolveram que iriam ao show ou andar na praia e depois me buscavam no hospital. Nesse momento o médico do shopping ficou muito bravo, veio para perto de mim e disse que não eram meus amigos de verdade porque não estavam preocupados comigo.

Chegando no hospital, passei 3 vezes mais mal do que antes. Fiquei com hipotermia, minha pressão baixou ainda mais, ao ponto de dar uma apagada. Estava sozinha, imaginem. Nisso, uma moça muito simpática viu que eu estava sozinha e me ajudou, jogou muita água no meu rosto pra minha cor voltar. Eu estava tremendo muito e não conseguia mais andar.

Os enfermeiros resolveram me passar na frente e logo fui atendida. O médico me deu 3 medicamentos na veia, que me fizeram melhorar um pouco. Mesmo assim, ficar 2 minutos de pé já me fazia querer desmaiar ou vomitar. Por causa disso, os dois enfermeiros que estavam me ajudando ficaram ainda mais revoltados de saber que meus "amigos" me deixaram lá sozinha, que nem mesmo UM deles ficou comigo. Xingaram muito no twitter hahaha.

Depois deixaram eu ficar numa salinha onde descansei um pouco, e um dos enfermeiros me deu o número de telefone e disse que se eu precisasse voltar pra casa ou de qualquer coisa ele iria me ajudar, para eu não me preocupar (imaginem o meu medo na hora, cidade diferente, longe de casa e sem ninguém conhecido por perto).

Depois disso, chegaram o Jeff e o Rafa para me buscar, enquanto as meninas terminavam de ver o show e tiravam fotos com a banda. Fomos até o local do show e fiquei lá, no banco da frente. Reclinei o banco porque ainda estava com muita dor e tontura, e no banco da frente vinha mais ar para respirar.

Nisso, as meninas chegaram do show e ficaram simplesmente MUITO nervosas pelo simples fato de eu estar sentada no banco da frente. (Sim, isso mesmo que vocês leram). A Thaís é namorada do Rafael, que estava dirigindo o carro e a Daniela era a irmã dele. Elas simplesmente quase tiveram um filho pelo fato de eu estar lá e a Thaís não voltar no banco da frente. Detalhe: só estava lá porque além de ser cor, estava quase desmaiando de novo, minha voz mal saía.

Moral da história: A Daniela (que deve ter pacto com o capeta de tão ruim) começou a fazer drama dizendo que eu estava inventando que estava mal, (pra ela deve ser fácil achar isso, ao invés de ir comigo no hospital foi no show e não viu nada do que aconteceu) e ainda disse que estava mentindo sobre me sentir tão mal. Resolvemos então que iria eu e Thaís (que tava com a maior cara de CU da face da Terra) trocar de lugar. Só de levantar pra ir pro banco de trás me deu uma nova tontura e vomitei novamente. Olhei bem pra cara da coisa ruim (Daniela) como se dissesse: Frescura né? Mesmo porque os argumentos dela foram: "Já vomitei antes, fui no médico tomei o remédio e melhorei". Mas oi? Sua pressão estava 10/5? Você estava com hipotermia? Você sabia que nem sempre o medicamento corta o vômito? Sim, questões que fiz pra ela e ela não conseguiu responder (porque além de ruim é burra).

Mas resolvi que não ia mais discutir. Simplesmente fiquei calada e esperei ansiosamente chegar em casa. No carro, o Jeff foi o único realmente preocupado o tempo todo comigo. Ele foi legal e atencioso. De resto? Foi mais que resto mesmo.

Nisso, gravei forte o que o enfermeiro me falou: "Na hora da farra todo mundo é muy amigo. Quando alguém precisa de ajuda, todos fogem". Foi exatamente o que aconteceu. Na hora que eu estava me sentindo bem, não tive o menor problema. Na hora que passei mal, aconteceram esses absurdos. O mais engraçado, é que sempre que a Thaís brigava com o namorado ela vinha falar comigo, pedir ajuda e eu nunca neguei. Naquele dia eu só queria voltar no banco da frente pra não sentir tanto enjoo e nem isso ela teve a capacidade de fazer.

Chegando em casa e contando tudo, meu pai deu muita risada, disse que ela teve crisezinha de ciúmes por eu estar do lado do namorado dela. O que eu também achei que foi, e que foi a maior besteira dela. Porque eu simplesmente não vejo o Rafa com olhos diferentes de: namorado da minha amiga. Mas por outro lado entendo a insegurança dela. O cara dava 3211552 patadas nela por segundo, muitas vezes disse que não queria casar com ela ou coisas do tipo. Largava ela de mão. Enfim, foi extremamente raro ver uma cena de amor entre os dois. Mas quanto a isso eu não tinha culpa, e realmente não sei porque ela sentiu ciúmes e não me interessa. O que importa é que passei muito mal e nessa hora ela não soube e não quis ser minha amiga. E como estou numa fase da minha vida que descarto pessoas de péssimo caráter, essa foi descartada ♥ Assim como a cunhada escrota dela. Agiram como se tivessem 12 anos, eu senti muita vergonha alheia.

Mas eu já tinha percebido que a partir do terceiro dia ela estava estranha comigo (Thaís). Não sei se foi por causa do próprio Rafa (ela odiava que eu chamasse ele assim e não sei o motivo, não gostava muito quando ficava falando com ele (dava pra ver pela cara dela) e sempre fechava a cara quando ele vinha brincar comigo). O estranho é que nunca fizemos nada demais, só convivemos normal, eu sou muito simpática e falo e brinco com todos, e ele também brincava muito comigo. Era divertido. Enfim, não tenho culpa da baixa auto estima das pessoas certo?

Enfim, tirando esse fato triste, que infelizmente (ou felizmente) acabou com uma "amizade" (que da minha parte sempre foi, porque graças a Deus sou honesta) foi tudo ótimo e não me arrependo.

Passei dias incríveis na praia, fiz outas amizades, vi gente nova, conversei e aprendi muito. Fiquei muito feliz de ter ido, de ter descoberto certas coisas a tempo e de ter visto os fogos na praia *-* Dessa viagem só vou levar coisas boas, podem ter certeza.


Aí estão as pessoas bonitas. Valeu a pena, mesmo que agora o remédio seja me afastar, depois do desabafo toda raiva passou. Agora só coisas boas, pessoas novas, amigos de verdade.

6 comentários :

  1. Ah, Mari! Bem, espero que você esteja melhor. <3

    Pense pelo lado positivo, sempre, acho que quando não é para ser, não é. E, mesmo que você tenha descoberto da pior forma possível, talvez foi melhor assim. Acho que você está numa fase de renovação, haverá perdas, mas, em compensação, chegará recompensas bem melhores.

    Realmente, há males que vem para o bem.

    E, bem, quanto a Thaís e a Daniela, sinto pena delas, de verdade, mas, um dia, elas irão descobrir o quanto errou contigo e aprenderão com seus erros (eu espero).

    A Thaís pela maneira que te tratou, também acho que o motivo possa ser ciúmes, a insegurança de perdê-lo, pode ser que ela tenha medo de não achar mais ninguém, por ter autoestima baixa, tomara que ela se liberte desse pensamento, se for o caso, claro.

    Mas você faz bem se afastar, isso vai te fazer bem, e vai entrar pessoas melhores no seu caminho, com toda a certeza. Seria ótimo se a Thaís pensasse como você, porque você só tem a ganhar, ela só tem a perder, o que é uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas com certeza isso que aconteceu não é o que vou levar da viagem.
      Vou apenas levar as coisas boas e das ruins, me afastar ♥

      Excluir
  2. Puxa Mari! Você faz bem em se afastar, vai dar tudo certo linda!!! Confia em Deus!
    Mas, adorei o pato bravo! HAHA ♥ Beijos www.nossomosmoda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem coisas que acontecem para abrir nossos olhos, e aconteceu tanta coisa boa nesse fim de ano, que sinceramente não é isso que vai me incomodar ;)

      Excluir
  3. lindas fotos, amei o post.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir