30 maio 2016

O problema do extremismo


Quando ouvi sobre a notícia de 33 homens que haviam estuprado uma jovem de 17 anos, minha primeira reação foi ficar em choque e assustada. Já imaginei o Brasil como aqueles países como a Índia, onde as mulheres são subjugadas e tratadas como mercadoria.

Quando vi melhor as notícias, observando que a garota logo após o estupro estava andando normalmente, sem ferimentos pelo corpo e se contradizendo em primeiro lugar dizendo que estava num lugar desconhecido e dopada, logo depois contando que fez sexo com mais de 30 rapazes (como uma mulher dopada pode contar a quantidade de homens que estão em cima dela?) e que iria voltar ao local pra buscar o celular que ela havia esquecido (que ela jurou que tinham roubado) eu comecei a olhar a história com mais atenção.

Uma indiana que foi estuprada por 6 homens MORREU, devido os ferimentos. Uma mulher que tivesse sido estuprada por 33 homens estaria com uma infecção absurda, o útero em estado calamitoso e extremamente traumatizada. Mas observem bem, ela estava sem ferimentos, e mesmo o laudo tendo apontado que não houve estupro porque ela demorou 4 dias pra fazer o exame, se ela tivesse de fato sido estuprada por 33 homens ela estaria com sérios ferimentos que não iriam curar do nada.

Logo, pesquisei mais á fundo essa menina, e foi dito por AMIGA DELA que ela vivia indo ao morro fazer orgias, dizendo que "transaria com 50" (o que em hipótese alguma justifica um ato de estupro) e que nesse dia ela tinha ido justamente para transar, que isso estava combinado. O que ocorreu, foi que vazaram o vídeo na internet e com vergonha ela afirmou ter sido estuprada. Ela tem fotos com armas de fogo e apologia ao crime (engraçado, defende bandido mas quando sofre na mão deles corre pra polícia né?) e também merecia ser presa por tais motivos.

Acho engraçado como feministas extremistas saem por aí erguendo bandeiras sem ao menos apurar os fatos. É tão óbvio que ela mentiu que o próprio delegado do caso que foi afastado não tinha acreditado nela e devido á pressão desses grupos teve de sair do caso. Quando vazaram áudios de traficantes que participaram da orgia falando que no morro se existe estupro a pena é morte ─ o que é verdade, pois este crime tão hediondo nem bandido aceita ─ a família da garota misteriosamente dispensou a advogada feminista e pediu pra entrar no programa de proteção á testemunha.

É por essas e outras que nenhuma causa feminista ganha algo ou é levada á sério: porque aqueles que defendem a causa em sua grande maioria são manipulados e manipulares, são pessoas que nem procuram conhecer uma história antes de erguer bandeiras em seu favor, que favorecem a mulher (ouvi comentários como: "se a mulher disse que foi estupro é porque foi''. Desculpa, mas a mulher apenas por ser um ser humano que possui vagina é uma deusa, uma santa? Está livre de mentir e cometer crimes? Me poupe).
Pessoas extremistas, como esses amantes do Bolsonaro e essas feministas que se acham acima de qualquer outro ser humano devem ser colocados dentro de uma caixinha, estudados e realmente não levados á sério.

Vamos parar de segregar, e nos tratar como inimigos em campo de batalha e perceber que todos somos humanos, que todo mundo aqui tem pai/mãe e que um dia terá filhos. Nosso planeta precisa de seres pensantes racionais, não bárbaros. Voltem pra idade média.

Agora que desabafei *haha* quero lhes apresentar oficialmente o novo layout do blog! Que está fofo, simples e charmoso.


O que acharam? Levou um tempo pra eu conseguir chegar á uma ideia pra esse cabeçalho mas pra mim tá ótimo, saiu da mesmice. Amo esses lays free que salvam a vida de gente pobre kkk. ♥

5 comentários :

  1. Oie, tudo bom?
    Esse assunto é polêmico, pelo menos trouxe a tona algo em que devemos realmente falar e debater diariamente: a barbaridade que é um estupro (indiferente de a quem ou com quantos). Mas também concordo com você, essa história não está muito bem contada. O que mais me intrigou é ela ter procurado as autoridades e ido para o hospital só 4 dias depois de ser estuprada por 33 homens...
    Espero que tudo seja esclarecido, e se realmente houve o estupro que sejam punidos.

    E o novo layout ficou lindo!!

    Beijos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que layout fofo..

    eu estou evitando de comentar sobre o caso, porque cada hora é uma notícia diferente.
    Se houve estupro, ou não, não justifica o ato. Ela é menor e só a exposição em si é crime..
    Espero apenas que esteja bem, pq acusar 33 homens do morro tem que ter muita coragem, pois ela e a família corre risco de vida =/

    ResponderExcluir
  3. Sempre acreditei que toda história tem dois lados e as vezes até mais... Realmente é algo a se pensar e investigar a fundo.
    http://www.charme-se.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari,
    Esse é um assunto bem polemico e para falar a verdade eu não tenho uma opinião concreta ainda sobre esse caso. Mas é uma situação bem complicada.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  5. Muito amor por esse layout novo! Achei lindo! E sobre o seu texto, concordo contigo, pois as pessoas saem defendendo sem averiguar os fatos de forma muito extremista. Também achei super estranha essa história da garota. bjsss

    ResponderExcluir